Tudo o que você precisa saber antes de fazer preenchimento labial

Entre as intervenções estéticas mais solicitadas pelas mulheres (famosas ou não) está o preenchimento labial. Recentemente, a cantora Anitta recorreu ao procedimento e virou pauta em todos os blogs de beleza ao exibir seus lábios bem diferentes e volumosos.

Com o assunto bombando na mídia, várias mulheres ficaram interessadas em saber mais sobre o procedimento, indicações e resultados. Neste post, vamos apresentar sete informações importantes que você precisa ter sobre o preenchimento labial.

Para quem é indicado o preenchimento labial?

A indicação dependerá de uma avaliação profissional e do respeito às características individuais de cada paciente. Geralmente, o procedimento é recomendado para quem tem lábios finos ou desproporcionais, perda do contorno ou do volume labial causada pelo processo de envelhecimento e linhas formadas em torno dos lábios.

Contraindicação: pacientes com doenças autoimunes, com lesões no lábio ou em cavidade oral, herpes ativo de lábios, gestantes ou pessoas alérgicas ao ácido hialurônico.

Quais os tipos de preenchimento?

Ácido hialurônico

O procedimento mais comum e mais seguro, porém, não definitivo, é o preenchimento labial com ácido hialurônico, uma substância encontrada no organismo humano. Ela age ocupando os espaços entre as células, dando elasticidade e firmeza ao tecido, além de deixar uma aparência natural, pois estimula a produção de colágeno na região.

Gordura corporal

Outra técnica é o preenchimento com a própria gordura ­‒ autóloga, autoenxertia, lipoenxertia. O recomendado é que gordura da paciente seja retirada por meio de lipoaspiração, enquanto anestesiada, e depois injetada nos lábios.

PMMA

O preenchimento com substâncias sintéticas é uma técnica permanente e não recomendada pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, por esses materiais serem diferentes dos presentes no organismo humano, podendo provocar, em longo prazo, reações e uma série de complicações. A substância mais utilizada nesses casos é o PMMA ou metacril.

Qual é a quantidade aplicada de substância?

A quantidade pode variar bastante de pessoa para pessoa. Em média, o preenchimento leva 01 mL de ácido hialurônico.

O tamanho dos lábios deve ser proporcional ao rosto. Entretanto a beleza é subjetiva, e não existe a melhor forma de determinar a harmonia. Em razão disso o profissional responsável pelo procedimento precisa ter bom senso.

Como é feito o procedimento?

O procedimento com ácido hialurônico é realizado no próprio consultório médico, sem necessidade de internação hospitalar. O ácido é injetado com uma agulha. Posteriormente, já com a anestesia local, massageia-se por dez minutos o local para modelar e eliminar qualquer bolinha ou assimetria que tenha se formado. Depois desse tempo, a substância se estabiliza.

Já a gordura corporal é inserida com uma espécie de agulha sem ponta. Por causa disso, pode ainda ser quantificada na hora e o excesso retirado com uma leve pressão.

Como é o pós-procedimento?

A paciente pode retornar às suas atividades logo após o procedimento. Os lábios podem ficar inchados por até 48 horas, e durante esse período é preciso evitar qualquer tipo de impacto, ter cuidado com copos e talheres, além de fazer antissepsia interna e externa para evitar infecções.

Qualquer equimose no local da aplicação ou um inchaço desproporcional é normal. Basta esperar que naturalmente a aparência irá melhorar.

Quanto tempo para ter o resultado final?

No preenchimento com ácido hialurônico, a paciente pode ver o resultado dentro de cinco ou seis dias. O efeito dura em torno de um ano a 18 meses, necessitando de manutenções periódicas.

Na aplicação de gordura, o resultado surge em dez dias, e cerca de 50 a 70% da quantidade do produto injetado se torna permanente.

É possível reverter o preenchimento?

Sim. Para reverter o procedimento, o médico vai inserir uma mistura da substância hialuronidase com um pouco de corticoide. Essa fórmula faz a substância do preenchimento se degenerar mais rápido e baixar o volume. No caso da PMMA, a paciente precisa recorrer à cirurgia para cortar o lábio e retirar o metacrilato cristalizado.

Agora que você está bem informada sobre o preenchimento labial, já pode procurar um cirurgião plástico para saber se está apta a fazer o procedimento. O preço da intervenção com ácido hialurônico varia conforme a qualidade dos produtos e também conforme a quantidade de ácido utilizado.

Curtiu o post? Então compartilhe com suas amigas nas redes sociais!

eBook Cirurgia Plástica

Share: