Micropigmentação

O que é micropigmentação?

A micropigmentação é uma técnica que injeta pigmentação na segunda camada da pele, chamada epiderme, e visa camuflar cicatrizes, refazer aréolas mamárias, aumentar o traço dos lábios e também corrigir falhas e o volume das sobrancelhas.

A técnica surgiu como uma alternativa à maquiagem definitiva e à tatuagem que consistem em procedimentos mais invasivos que podem causar estresse, lesões profundas e permanentes na pele.

Quais os tipos de micropigmentação existentes?

Estética

Tem como único objetivo fins estéticos. Geralmente, procurada por quem busca melhorar a aparência de alguma parte do corpo como sobrancelhas, lábios e formato dos mamilos. A micropigmentação estética é feita e pensada de forma individual e personalizada, ela visa a harmonização e simetria estética do paciente. Ou seja, a micropigmentação de sobrancelhas é capaz de levantar o olhar e deixar o contorno do rosto mais harmônico e natural.

Paramédica

Indicada e orientada por médicos à pacientes após procedimentos que causam cicatrizes, como por exemplo, mulheres que passaram por mastectomia e precisam refazer as mamas e a aréola mamária. Serve não apenas como um método para encobrir marcas físicas, mas também para devolver a autoestima e a confiança dessas pacientes.

Como funciona a micropigmentação?

A micropigmentação é feita com o uso de um aparelho chamado dermógrafo, que agrupa micro agulhas que penetram a região subcutânea da pele pigmentando-a de forma delicada e pouco invasiva.
Antes de iniciar o procedimento, é aplicado um gel anestésico para minimizar qualquer desconforto durante o processo. Não é necessário qualquer tipo de preparo ou dieta especial pré-micropigmentação.
O profissional, primeiramente, analisa e estuda o local onde irá trabalhar, entende o que o paciente deseja e faz um esboço do que irá realizar, sendo este aprovado pelo paciente, ele inicia a técnica que dura cerca de 2 horas.

Indicação x Contraindicação

Não há relatos de reações adversas ou alérgicas causadas pós-micropigmentação. É importante, porém, que antes de se submeter ao procedimento, o paciente relate ao profissional se possui sensibilidade na pele ou se faz algum tipo de tratamento na região a ser trabalhada.
No entanto, há algumas contraindicações, tanto para fins estéticos como paramédicos e, caso você se encaixe em um dos itens abaixo, é imprescindível a liberação de um médico de confiança antes de agendar o procedimento. É contraindicado para quem possui:

  • Diabetes;
  • AIDS;
  • GOTA;
  • Hipertensão;
  • Hemofilia;
  • Trombose;
  • Leucemia;
  • Pacientes com câncer ainda em tratamento;
  • Pessoas com propensão à queloide;
  • Grávidas;
  • Lactantes;
  • Pessoas com lesões na pele;
  • Pacientes com herpes.

Quais os resultados?

A micropigmentação atua com a técnica 3D, seja para dar o efeito fio a fio nas sobrancelhas seja para dar profundidade, sombreamento e volume na reconstrução do mamilo, por isso, o resultado obtido é o mais próximo ao natural possível.
As cores, formato e textura são personalizados e únicos, por isso, é essencial a escolha de um profissional adequado, capacitado e experiente na hora de agendar o procedimento.
O resultado final pode ser notado após 20 dias de realizada a técnica, isso porque nos primeiros 5 dias a pele absorve a pigmentação e inicia o processo de cicatrização do local. Só depois disso é que o formato e, principalmente, a cor aplicada irão se mostrar.
Ao contrário da tatuagem e da maquiagem definitiva, a micropigmentação não dura para sempre, a técnica dura entre 18 e 24 meses. O tempo varia de acordo com o estilo de vida da pessoa e o tom do pigmento usado. Locais que pegam muito sol costumam desbotar com maior rapidez.

Recomendações pós-procedimento

As recomendações pós-procedimento – durante o período de cicatrização – são simples:

  • Higienização adequada no local;
  • Uso de hidratantes e cremes/pomadas cicatrizantes;
  • Evitar exposição solar na região;
  • Evitar banhos de mar e piscina;
  • Evitar deixar a área úmida por longos períodos;
  • Não coçar.

A micropigmentação surgiu como um aliado estético e paramédico, ajudando no trabalho de harmonização facial, promovendo um recomeço cheio de autoestima e autoconfiança a pacientes que passaram por tratamento de câncer e, tudo isso, sem causar ou exigir grandes esforços ou desconfortos aos pacientes.

Agende sua Consulta